Temos um conjunto de lojas com grandes descontos! Comprove na nossa página informação!

Explore todas as lojas disponíveis e consiga descontos pelas suas compras. O melhor preço online.

Lojas Online ||| Hoteis Voos ||| Circuitos e Serviços de Turismo ||| Hosting Sofware ||| Serviços ||| Jogos



Home » Fornos de Algodres

Fornos de Algodres

1.311 views Não Commentado
Fornos de Algodres

Fornos de Algodres

No concelho de Fornos de Algodres as aldeias AlgodresFigueiró da Granja integra a rede de Aldeias de Montanha

O povoamento daquelas terras, próximas da Serra da Estrela, é muito anterior à formação do concelho. Disso é prova o vasto património histórico e arqueológico de Fornos de Algodres…

A região que hoje compõe o território de Fornos de Algodres era já povoada durante a pré-história, como provam os vários dólmens e necrópoles. Dos inúmeros locais a visitar destacam-se a Necrópole das Forcadas e da Tapada do Anjo (Idade Média), a Fraga da Pena (recinto cerimonial da Idade do Bronze), o Castro de Santiago (povoado fortificado do Calcolitico), a Anta de Cortiçô e a da Matança (Neolítico).

Outra época importante foi a da presença romana. No âmbito da conquista da Península Ibérica, os romanos invadiram e conquistaram a cidade de Ampúrias, na atual Catalunha, Espanha, no final do século I a.C. Pelo meio ficaram dois séculos de intensas lutas, como a que opôs os Lusitanos aos Romanos.

A região do atual concelho de Fornos de Algodres era parte integrante do território ocupado por esse conjunto de povos, tendo sido progressivamente romanizada ao longo desses dois séculos, sobretudo no período das guerras civis entre César e Pompeu.

A sua região foi atravessada por uma importante via que ligaria a área da Guarda à estrada que, vindo de Idanha-a-Velha, seguia até Viseu. Esta estrada terá tido um papel particularmente importante na organização do povoamente rural no território de Fornos de Algodres durante o período romano, contribuíndo para o estabelecimento de uma série de villae (propriedades rurais) nessa área. A ocupação romana manter-se-ia até ao início do século V, altura em que Suevos, Vândalos e Alanos se instalam.

Fornos de Algodres vivenciou assim, cinco mil anos de história, que partiram da pré-história, passaram pela dominação de ‘Roma’ siguiram pela Idade Média. Naquela época da história, as regiões tinha a designação de ‘T erras’, que foi depois substituída pela de ‘Termo’ com significação mais restrita, aplicando-se este nome, como sinónimo de distrito e alfoz, a mais reduzidas circunscrições, a que se chamava concelhos. As Terras de Algodres ou Região de Algodres abrangia o concelho do mesmo nome, vila e termo; Matança, vila e termo; Fornos, vila e termo; Figueiró da Granja, vila e termo e ainda as vilas e termos de Infias e Casal do Monte.

Em termos económicos, a agricultura é ainda predominante na região do concelho. Cultiva-se o centeio, o milho, o feijão, a batata, a videira e a oliveira.

As grandes produções são o vinho e o azeite, que são exportados em grande quantidade. A criação de gado ovino e caprino é outro aspeto importante na economia da região. Isto, sem esquecer o afamado queijo.
“O prazer de saborear um excelente queijo ‘Serra da Estrela’, desfrutar dos tradicionais enchidos ou do famoso cabrito à moda de Fornos, deliciar-se com o saboroso arroz doce ou leite creme, tudo isto regado com um bom vinho ‘Dão’, são por si só razões válidas para provar os produtos e cozinha locais”, convida a autarquia.

Concelho: Fornos de Algodres
Distrito:    Guarda

Freguesias: (12) Algodres – Casal Vasco – Cortiçô e Vila Chã – Figueiró da GranjaFornos de Algodres – Infias – Juncais, Vila Ruiva e Vila Soeiro do Chão – Maceira – Matança – Muxagata – Queiriz – Sobral Pichorro e Fuinhas